18º
18º
MIN
26º
MAX
Manhuaçu - MG
Estudantes do 7º período do curso de Psicologia realizam ação de mobilização no centro de Manhuaçu - PORTAL DO LESTE . As principais notícias de Manhuaçu e região

Cidades

15/05/2018 às 13h25 - Atualizada em 18/05/2018 às 08h47

Estudantes do 7º período do curso de Psicologia realizam ação de mobilização no centro de Manhuaçu

administrador
Adm - MG
FONTE: Portal do Leste

Você sabia que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa tira sua própria vida em algum lugar do mundo?


No Brasil, a média é de 6 a 7 mortes por 100 mil habitantes, abaixo da média mundial que está entre 13 e 14 mortes por 100 mil pessoas. Porém, enquanto a média mundial permanece estável, o número de suicídios tem crescido em nosso país, sendo a maior porcentagem destes, entre jovens.


Com  o objetivo de trazer a discussão diante da população de Manhuaçu, estudantes do 7º período do curso de Psicologia desenvolveram na última semana um projeto no centro da cidade. Com uma pequena caixa a disposição dos transeuntes, a iniciativa buscava despertar a curiosidade da população para saber o que continha dentro da caixa. Quando as pessoas abriam o material se deparavam com um folheto contendo dados acerca do suicídio e informações de stores engajados em ajudar pessoas contra a doença. Segundo as estudantes, 90% dos suicídios podem ser evitados se as pessoas buscarem e souberem onde encontrar a ajuda.


O suicídio é um comportamento autodestrutivo, motivado pelo desejo de morrer ou de dar fim à própria vida. O comportamento suicida pode acontecer por vários motivos, na maioria dos casos a vítima pretende aliviar tensões externas como cobranças sociais, remorso, culpa, depressão, ansiedade, medo, fracasso, humilhação, etc. A pessoa que tenta suicídio pode se sentir sozinha e enxergar na autodestruição a única saída para seu sofrimento.


Pessoas que ameaçam se matar podem desistir da ideia se receberem apoio e ajuda preventiva. Estima-se que 90% dos suicídios podem ser prevenidos quando há oferta de ajuda voluntária ou profissional.


Oferecer ajuda, se aproximar e estar preparado principalmente para OUVIR de maneira compreensiva, pode dar à pessoa que está numa crise suicida a chance de perceber que não está sozinha e que existem outras maneiras de aliviar seu sofrimento.


No Brasil temos o Centro de Valorização da Vida (CVV), grupo de voluntários que oferecem apoio emocional gratuito. Além disso, existem profissionais na rede de saúde pública e/ou privada que podem ajudar!


Você se identificou com este texto? Se sente sozinho ou com sentimentos de desesperança?  Busque ajuda! Sua vida é um presente! E existe uma corrente de pessoas (amigos, família, profissionais da saúde) que luta para mantê-la. Procure o Centro de Atenção psicossocial (CAPS), a Estratégia de Saúde da Família (E.S.F) do seu bairro ou peça ajuda a alguém de confiança. Você não está sozinho(a)

Comentários

Veja também

Publicidades

PORTAL DO LESTE .  As principais notícias de Manhuaçu e região
© Copyright 2009/2018 PORTAL DO LESTE - Todos os direitos reservados