Caça-níqueis: Dois policiais capixabas e mais quatro pessoas presas em Matipó

Ocorrência sobre jogos de azar com caça-níqueis em Matipó tem seis pessoas presas, entre elas dois policiais militares do Espírito Santo. O caso foi registrado durante a sexta-feira, 04/09, a partir de uma denúncia sobre um disparo de arma de fogo no bairro Palhada.

A PM foi acionada para comparecer na rua Nossa Senhora da Conceição depois de moradores ouviram o barulho de um tiro.

No local, foram abordados dois indivíduos, de 36 e 28 anos, que se identificaram como policiais militares do estado do Espírito Santo. Eles entregaram as pistolas e carteiras de identificação.

Em seguida, os dois militares capixabas relataram que uma mulher, de 48 anos, residente no local, teria se apossado de uma faca para agredi-los, momento em que houve necessidade de efetuar o tal disparo de arma de fogo.

Em contato com o casal, eles alegaram que os policiais militares, mais dois homens, foram à casa deles e entraram no imóvel, sem o consentimento dos moradores. Ao serem advertidos, entraram em luta corporal com os moradores.

Segundo o morador, os autores deslocaram à residência, a fim de pressioná-los para que continuassem a trabalhar com jogos de azar vinculados a uma organização da região do Espírito Santo.

Os outros dois indivíduos, de 36 e 44 anos, também foram localizados. Um deles disse que apenas pegou uma carona com os militares até a cidade de Belo Horizonte e pediu que entrassem em Matipó para visitar um amigo.

Com as seis pessoas presas, a PM apreendeu as duas pistolas da PMES e mais 58 munições, um automóvel Honda Civic, seis celulares, quatro máquinas caça-níqueis, quatro mil reais em dinheiro, bilhetes e anotações relacionadas aos jogos de azar.

Todos os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil.

 

 

FONTE: Portal Caparaó

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *